Amparado pela Constituição Federal Capítulo V - da Comunicação Social *Art. 220
DownLivre
Notícias
Loading...


N
esta terça (20), foi feita a eleição da nova mesa diretora da Liga Atlética Municipal de Ourem, quando na oportunidade foi eleita a chapa Novos Rumos, tendo como presidente, Alfredo Santos, vice presidenta, Antônio Amorim (Lene), 1ª secretária Ednalva, tesoureiro Benedito Neves  (Bené da Fbesp), que conduzirão as atividades esportivas por 2 anos.
A cerimônia de eleição aconteceu no  auditório da casa de Cultura, e contou com a participação dos clubes filiados a entidade, União Paroquial, Serrano Club, União Recreativo, ABJOP, Liderança, Progresso, Atlético Rio Vermelho,  assim como tivemos a presença de vários desportistas e o prefeito Junhão acompanho do vereador Júnior da Olária que represento a casa do Poder Legislativo.
O protocolo de eleição foi conduzido pelo diretor de esporte Robson João, que com total transparência apresentou a única chapa apta a concorrer ao pleito. O diretor falou aos presentes sobre a mudança do nome da entidade esportiva, que antes era denominada de Liga Esportiva Ouremense, sendo substituída e batizada por Liga Atlética Municipal Ouremense. Segundo explicou o diretor de esporte, a antiga liga nunca contabilizou uma prestação de conta frente a Receita Federal, com isso a dívida ficou muito  alto e inviável de negociação. Depois de pedir o apoio junto a prefeitura, e em comum acordo com os clubes e muitos outros desportista local, o diretor de esporte Robson João iniciou a reformulação estatutária da nova entidade e negociou a integração junto a Federação Paraense de Futebol para a filiação da LAMO.
O prefeito Junhão no uso da palavra, parabenizou o esforço de todos que juntos contribuíram para uma nova formação da liga. O Gestor, foi categórico em afirmar que sempre estará a  disposição dos desportistas, pois entende que o esporte, integra e agrega valores humanos. O prefeito, aproveitou para falar sobre algumas obras na área do esporte que trarão benefícios aos cidadãos, tipo o estádio que vai ser retomada as obras, as arenas esportivas e agora a construção do Ginásio esportivo, m velho sonho dos ouremense.
Por: Paulo Bragança

Postagem: 20/06/2017

EM FLASH














A dança folclórica do bumba meu boi é um dos traços culturais marcantes na cultura brasileira, principalmente na região Nordeste. A dança surgiu no século XVIII, como uma forma de crítica à situação social dos negros e índios. O bumba meu boi combina elementos de comédia, drama, sátira e tragédia, tentando demonstrar a fragilidade do homem e a força bruta de um boi.
O bumba meu boi é resultado da união de elementos das culturas europeia, africana e indígena, com maior ou menor influência de cada uma dessas culturas. A dança misturada com teatro incorpora elementos da tradição espanhola e da portuguesa, com encenações de peças religiosas nascidas na luta da Igreja contra o paganismo. O costume da dança do bumba meu boi foi intensificado pelos jesuítas, que através das danças e pequenas representações, desejavam evangelizar os negros, indígenas e os próprios aventureiros portugueses.
A história que envolve a dança é a seguinte: Um rico fazendeiro possui um boi muito bonito, que inclusive sabe dançar. Pai Chico, um trabalhador da fazenda, rouba o boi para satisfazer sua mulher Catarina, que está grávida e sente uma forte vontade de comer a língua do boi. O fazendeiro manda seus empregados procurarem o boi e quando o encontra, ele está doente. Os pajés curam a doença do boi e descobrem a real intenção de Pai Chico, o fazendeiro o perdoa e celebra a saúde do boi com uma grande festividade.
O bumba meu boi possui diversas denominações em todo o Brasil. No Maranhão, Rio Grande do Norte e Alagoas a dança é chamada de bumba meu boi, no Pará e Amazonas, boi-bumbá, em Pernambuco, boi-calemba, na Bahia, boi-janeiro, etc. 
Fonte:portalgarrafaodonorte.com.br
Santa Luzia do Pará - leia-se administração Edno Alves - foi o segundo município do estado, atrás apenas de Terra Alta, a prestar contas com o TCM/PA [Tribunal de Contas do Estado do Pará] dos recursos recebidos durante o 1º quadrimestre [meses de janeiro, fevereiro, março e abril], como determina a lei. E mais, a prestação de contas do prefeito Edno Alves já recebeu parecer favorável do conselheiro relator e está rigorosamente em dia, sem nenhuma ressalva.


Fonte:www.santaluzia-online.com
Homem é preso por tráfico de Drogas em Capanema



Que a gu da VTR 1101, composta pelo Sgt Marcos e CB Ferreira, com apoio das gus das VTRs 1116 (Sgt Corpes e CB Hugo) e da 1102 (Cb Almir e SD Castilho) abordou o nacional Gecinaldo da Silva Costa, que conduzia uma moto CB 250 Twister, branca, placa QEI 6830, juntamente com uma menor, de iniciais G. A. N.. Que foi solicitado também o apoio da gu da barreira do km 02 de Bragança(Sgt Assayag e CB Rosileide),para proceder a busca pessoal na menor. Que foram encontradas várias pedras da substância entorpecente conhecida como oxi, além de uma quantia em dinheiro. Que os dois foram conduzidos para a Risp para procedimentos cabíveis.

Policiais militares do Pará e de outros estados, que iniciaram o curso de Ação de Choque da PM no início deste mês, começaram a disciplina Conduta, Manejo e Tiro, nesta quinta-feira (22), com aulas teóricas e práticas para ações específicas de Controle de Distúrbio Civil (CDC) no estande de tiro do Instituto de Ensino de Segurança Pública no Pará (IESP).
Essa é apenas uma das nove disciplinas do curso, que tem ainda Treinamento Físico, Técnicas de CDC, Tática de CDC, Legislação de CDC, Direitos Humanos, Defesa Pessoal, Manuseio e Uso de Instrumentos de Menor Potencial Ofensivo. Ao todo, a carga horária é de 280 horas.
“Aqui eles aprendem novas técnicas e a manusear as munições de impacto controlado, como as balas de elastômero (borracha), granadas, gás lacrimogêneo, entre outras”, explicou o coronel Maxwell Matos, coordenador do curso.
O instrutor Raimundo Almeida informa que são trabalhados o fundamento de tiro, a avaliação de prioridade de armamento e a realização do diagnóstico de tiros. “No Batalhão de Choque utilizamos a pistola .40, fuzil 5.56 e a espingarda, usada principalmente para as munições de impacto controlado”, detalhou o sargento, que é formado em armamento e tiro.
“Junto com o ensinamento diferenciado, vamos realizar também testes práticos com os PMs. Durante o curso eles são avaliados sempre, tanto que no início eram 35 alunos e agora estamos com 28. Só ficam os que corresponderem com o ensinamento desse batalhão especial”, ponderou o coordenador Maxwell Matos.
Referência no Brasil, o curso de formação de policiais para atuar no Batalhão de Choque da PM, já acontece desde 1998 e essa é sua nona edição.
Única mulher do grupo, a soldado Cláudia Ribeiro comentou sobre a dinâmica do treinamento. “O curso é bem difícil, trabalha com armamento pesado, mas minha vontade de aprimorar e adquirir esse conhecimento é que me dá força para continuar. Atualmente atuo no canil, mas a intenção mesmo é ficar no Batalhão de Choque”, disse a militar.
O cabo John Piedade é um dos participantes e já pensa em levar o conhecimento que aprendeu no curso para o Grupamento Aéreo, local de trabalho do militar. “Estou aqui para ganhar mais essa especialização e poder servir ainda mais a sociedade”, frisou.
O Curso de Formação de Policiais para o Batalhão de Choque da PM do Pará iniciou no dia 1º de junho e segue até o próximo dia 30 deste mês. A formatura dos oficiais vai acontecer no dia 4 de julho, quando também será comemorado os 25 anos do Batalhão. 
Por Heloá Canali

Provas acontecem nos dias 5 e 12 de novembro; candidatos têm tempo para organizar uma rotina de estudos saudável.

16/05/2017 11h49 - Atualizado em 01/06/2017 16h19
Logo  Educa Mais Brasil
conteúdo de responsabilidade do anunciante
estudar_planejar_enem (Foto: Divulgação)Programar uma rotina de estudos ajuda você a repassar os conteúdos com tranquilidade e tempo para tirar todas as dúvidas.
Com as inscrições do Enem finalizadas, agora já dá para começar a abrir os livros e repassar o conteúdo. Marcado para os dias 5 e 12 de novembro, dois domingos consecutivos, o exame terá quatro provas objetivas, além da redação. Mas como se preparar, se falta tanto tempo para o grande dia?
O segredo é tirar vantagem disso. Quem se programa com antecedência e planeja um cronograma de estudos bem estruturado consegue organizar uma rotina saudável, inclusive com tempo para o lazer. Isso ajuda a trazer tranquilidade na hora da prova, pois você sabe que estudou tudo com calma.
Como planejar sua rotina de estudos
1. Entenda sua rotina (e seja realista)
Vale a pena parar por cinco minutos e entender como funciona sua rotina. Muitos estudantes organizam planos de estudo fora da realidade e, depois, não conseguem cumpri-los. Pense em como é o seu dia a dia: De quantas horas de sono você precisa? Seria viável acordar mais cedo? Você gasta tempo no trânsito? Trabalha? Tem que preparar seu almoço? Quais outras tarefas, além de estudar, você tem que cumprir? Os detalhes da sua rotina devem ser levados em conta na hora de se programar.
2. Coloque tudo no papel
Assim fica mais fácil visualizar como seu dia será programado. Algumas pessoas preferem usar planilhas, o que é ótimo. Mas se você não se dá tão bem assim com tabelas, pode usar outro método. Uma folha de papel dividida em dias da semana ou uma cartolina grande colocada na parede do quarto, por exemplo, são boas alternativas. O importante é que você consiga enxergar sua semana completa, inclusive com os finais de semana.
3. Ajuste seus horários
Depois de anotar todas as suas atividades, verifique quanto tempo livre sobrou para os estudos. Só não vale trapacear e encher sua semana com compromissos aleatórios. Mantenha o foco e tenha em mente que agora seu objetivo é tirar uma boa nota no Enem.
Como saber quantas horas por dia você deve estudar? Não existe uma regra que se aplique à rotina de todo mundo. O que você pode fazer é considerar alguns pontos:
- Escolha o melhor período do dia para você: pode ser pela manhã, à noite, no fim da tarde. A maioria das pessoas consegue ser mais produtiva em um determinado turno, então aproveite isso. Determine o horário de início e fim.
- Faça pequenos intervalos a cada duas horas. Alguns minutos para levantar, tomar água ou comer uma fruta são importantes para manter sua energia.
- Nunca estude a mesma matéria por mais de três horas. Depois de tanto tempo, você tende a não prestar mais atenção no assunto.
- Não se preocupe em dedicar o mesmo número de horas para todas as matérias. Priorize as que você tem mais dificuldade.
4. E o fim de semana, como fica?
Provavelmente, é nos finais de semana que você terá mais tempo livre para estudar. Por outro lado, também é importante manter seus momentos de lazer. Ao planejar seu cronograma, tente escolher, pelo menos, um turno de cada dia para se dedicar aos conteúdos. Na hora de sair, pense em programas mais leves, como um filme com a galera, por exemplo. Fica mais fácil de manter a rotina.
5. Alterne as matérias
Se for estudar mais de uma matéria por dia, alterne matérias mais exatas, como Matemática, com outras mais teóricas, como História. Outra dica importante é revezar diferentes maneiras de estudar: depois de ler durante uma hora, por exemplo, comece a fazer exercícios ou responder questões de simulados.
Com essas dicas, estudar para o Enem vai se tornar uma tarefa muito menos complicada. Não esqueça: planejamento aumenta suas chances de chegar mais preparado e tranquilo para a prova!
Fonte: g1.globo.com

Mês de MAIO – 2017

(Olha quem ta chegando no pedaço) Salve, salve internautas...CDEstamos nós de volta na coluna Lá e Cá para traçar de maneira rápida as informações em formato de opinião.CCSalve, salve Ourém, pelos seus 290 anos de fundação e 255 anos de emancipação política.DDPena que muitos ainda presenteiam o município depredando e danificando nossos espaços públicos.DDPor falar em espaço público, até quando vamos vê tanta banalização do nosso complexo cultural??? Hoje a nossa orla esta mais pra favela do que ponto turístico!!!CCPor falar em ponto turístico, aos poucos estamos vendo a construção da nova Igreja no morro da capelinha. Iniciativa da Igreja Católica, com a participação popular. CDPow, esta na hora da administração pegar carona e completar a ação fazendo um projeto para construção de uma pracinha nas adjacências.DDPegando carona no assunto, a construção do tão sonhado estádio continua só no sonhado mesmo... To sabendo que a empresa que estava executando a obra foi destratada... E agora, quando vai acontecer a retomada das obras???CCE por falar em acontecer, esta acontecendo as tradicionais festas juninas ouremense. Mesmo sem muita estrutura e incentivo às instituições promotoras vão fazendo realizar o evento na marra.DD Estou sabendo que teve uma festa que os homens de botas andaram querendo ganhar um jabazinho para permitir mais uma horinha de festa. Hummm será???CCDe parabéns esta o Gestor municipal pelas melhorias feitas com camadas asfálticas pela cidade... è isso ai peso pesado, quando se quer se fazCCNão poderia deixar de parabenizar também pela atitude do vereador Zayre Augusto que em parceria do Dr. Daniel de Ananindeua promoveu na ultima sexta (17/06), uma importante ação cidadaniaDDEnquanto algumas coisas estão sendo feita por aqui, outras estão se desfazendo... Já tivemos Banco Itaú, rádio, tv Liberal, escritório da Celpa, agência do Bradesco, concurso de quadrilhas.... e por ai vai.... CCFica aqui meus agradecimento a todos e a todas que de qualquer forma me felicitaram. Parabéns pelos meus 50 anos.... Obrigado de coração....
Faça seu comentário, mande sua sugestão e boa leitura.
(Endereço eletrônico) E-mail, Facebook: pauloprosarte@hotmail.com - Twitter: @paulo_braganca - site: www.ouremnews.com Ou celular: (91) 98157-5643/ ZAP 98207-1712


(REPRODUÇÃO TV LIBERAL)

O Tribunal de Justiça do Pará (TJPA) negou pedido de liberdade provisória a Wandson Maués Pantoja, acusado de participação na morte por linchamento de José Salomão Almeida Menezes, que estava custodiado na delegacia de Polícia Civil de Acará, no nordeste do Pará, em janeiro deste ano.
Um grupo de pessoas invadiu, no último dia 11 de janeiro, a delegacia de Acará em busca de José Salomão Almeida Menezes, de 40 anos, que havia sido preso em flagrante horas antes após ser apontado como o responsável por matar um comerciante do município. Segundo a Polícia Civil, o suspeito estava algemado em uma sala quando homens invadiram o local e iniciaram as agressões. O delegado informou que dois policiais civis e três policiais militares estavam na delegacia, mas não conseguiram impedir a invasão e o linchamento.
De acordo com informações do processo, Wandson e outras cinco pessoas tiveram suas prisões decretadas a pedido da Polícia Civil por envolvimento no crime.
A defesa de Wandson alegou que ele fora confundido com outra pessoa, considerando que centenas de indivíduos cercaram o prédio e alegou a ocorrência de constrangimento ilegal por ausência de indícios de autoria e ausência de fundamentação para a decretação de prisão. A relatora do habeas corpus, juíza Rosi Maria Farias, no entanto, negou na última segunda-feira (19) o pedido da defesa por entender que inexistem constrangimentos a serem sanados no processo. No entendimento da relatora, acompanhado pelos demais julgadores, a decretação de prisão está devidamente fundamentada na garantia da ordem pública.

Cerca de 300 estudantes da Escola Estadual de Educação Tecnológica do Pará (Eetepa) interditam um trecho da rodovia PA-256, na entrada do município de Paragominas, no sudeste do Pará, na manhã desta terça-feira (20).
De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), os manifestantes obstruem o quilômetro 6 da rodovia estadual com pedaços de madeira, impendindo o tráfego. Um congestionamento com cerca de cinco quilômetros se formou nos dois sentidos da pista.
Segundo a PRE, o protesto é uma forma de chamar a atenção do Governo do Estado sobre a falta de repasse do crédito para o transporte escolar. A Polícia Militar está no local tentando negociar a liberação da via, e até o momento nenhum representante da Seduc compareceu ao local O G1 tenta contato com a Seduc.

Os 1.300 metros que compõem o trajeto de Corpus Christi em Capanema, ficaram pequenos para a multidão que se formou na procissão de Corpus Christi realizada na manhã desta quinta, 15 de junho, em uma manifestação de fé, arte e tradição. A Beleza dos tapetes por onde passa o Corpo de Cristo atraiu pessoas de várias partes do país que, somadas a comunidade católica da cidade, abrilhantaram o evento que é considerado uma das mais importantes manifestações culturais e religiosas de Capanema.
A Reunião dos fiéis aconteceu já nas primeiras horas do dia, na praça da Matriz onde aconteceu uma celebração presidida por Dom Carlos Verzeletti. O Bispo conduziu o Corpo de Cristo em procissão pelas ruas enfeitadas do centro da cidade com retorno para a Igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro onde foi celebrada uma Missa.
O Prefeito de Capanema esteve presente durante a noite de ornamentação e durante a procissão e missa de encerramento do evento, acompanhado de secretários e vereadores. “Este evento é uma das mais importantes manifestações da nossa terra e a prefeitura de Capanema vai continuar dando total apoio para eventos que levam o nome da cidade para todo o mundo” Disse o gestor.

N
 a ultima sexta (16), uma importante ação foi realizada no prédio da Câmara Municipal de Ourém, onde na oportunidade quase 500 pessoas foram atendidas em várias áreas.
Na oportunidade foram tiradas emissões de certidão de casamento e nascimento, carteira de identidade, cartão sus. Na área da saúde ouve atendimento médico com clínico geral, pediatra, ginecologista, dermatologista, glicemia e pressão arterial. Tivemos o espaço beleza com corte de cabelo e ainda a consultoria jurídica, que atendeu vários cidadãos com algumas importantes orientações.
Esta ação foi uma iniciativa do vereador Zayre Augusto em parceria do Dr. Daniel que contou com total apoio da Câmara Municipal, da Prefeitura Municipal, Rui da Princesa, Rede Guamá divulgações e o site e rádio Ourém News.com 
Paulo Bragança
Postagem: 20/06/2017












A
Procissão de Corpus Christis ganhou um retoque de beleza com a caracterização ornamental nas ruas por onde aconteceu o cortejo religioso. Alguns anos haviam deixado um pouco de lado essa tradição da igreja Católica, de ornamentar as ruas. Este ano, alguns grupos da paroquia se uniram para enfeitar as vias com desenhos e pinturas.
A procissão saiu da Praça Luiz de moura, e seguiu pela Travessa Lázaro Picanço com a Avenida Padre Ângelo Moretti, onde foi celebrada a missa campal ao lado da igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição.  
Um bom número de fieis participou da procissão, onde em cantos e clamor exaltavam o Santíssimo, em devoção e merecimento. A missa foi celebrada pelo Padre Valdecir, que falou da importância de festejar o corpo de Cristo, que vive na fé de cada cristão.

Por: Paulo Bragança

Postagem: 20/06/2017

EM FLASH













Mesmo com a invasão no mercado dos televisores modernos, com telas de LCD e LED, há quem não abra mão das televisões de tubo dentro de casa. E para esses telespectadores, já preocupados com o desligamento do sinal analógico em Belém e outras 11 cidades do Pará a partir do dia 30 de maio de 2018, o uso do conversor digital pode ser uma alternativa para garantir a captação do sinal com qualidade.
Esse é o caso do estudante universitário Alessandro Rodrigues, que embora tenha uma televisão de LCD na sala, mantém no quarto o ‘xodó’: com botões manuais de liga e desliga, antena e ainda adesivos infantis.
"Já passou vários momentos comigo essa televisão, até queimei, mas não vou jogar fora, não vou dar, vai ficar guardadinha aqui para mim", entrega.
O conversor digital capta o sinal digital e o transformar em analógico para que as tevês mais antigas possam receber uma imagem e um som de alta qualidade, sem chuviscos e ‘fantasmas’.
O aparelho pode ser adquirido em várias lojas especializadas no centro comercial em Belém. Em uma delas, as duas marcas disponíveis custam R$ 119 reais e R$ 159. E para quem não tem, precisa levar também uma antena: interna para quem mora em apartamento, e externa se for casa. Os preços vão de R$ 22 reais até R$ 160.
"A gente começou a perceber o aumento nas vendas de fevereiro do ano passado para cá, principalmente quando o sinal analógico foi cortado em São Paulo", conta o vendedor Maurício Amaral.
A instalação do conversor digital também é simples. O técnico em eletrotécnica Alcides Rodrigues mostra que o processo não tem mistério.
"Isso aqui são as saídas, e é só procurar a saída e entrada de áudio e vídeo e plugar os cabos RCA no aparelho; branco no branco...", explica.

Depois de ligar o conversor e instalar a antena, é hora de sinalizar os canais. No controle remoto da TV, basta apertar em menu e selecione 'instalação e busca de canais automática', e pronto, logo o telespectador pode assistir à programação com sinal de qualidade.
Grávida dá à luz dentro de veículo com auxílio da PM (Foto: Divulgação/ PMPA)

P
oliciais militares que participavam de uma operação na avenida Arthur Bernardes, em Belém, viveram uma situação inusitada, que teve um final feliz neste sábado (17). Uma grávida deu à luz dentro de um carro, com o auxílio dos PMs.
A equipe da 4° Companhia do 1° Batalhão de PM, comandada pelo sargento Silva Neto, participava da operação “Polícia nas Ruas” quando foi acionada pelo condutor de um veículo. O homem pediu a escolta da viatura até a maternidade da Santa Casa de Misericórdia, pois a esposa dele estava sentindo as contrações do parto e ele temia não chegar a tempo no hospital.
Os policiais atenderam ao pedido e seguiram em direção ao destino quando a mulher, de 32 anos, entrou em trabalho de parto. O bebê, uma menina, não esperou até a maternidade. A mãe deu à luz dentro do carro, com a ajuda do sargento.
Para Carlos Henrique Silva, pai da recém-nascida, a atuação dos militares foi muito importante. "Só tenho a agradecer. Nem sei o que seria da minha e esposa e da minha filha se não fosse a ajuda deles", contou o pai.
Mãe e bebê passam bem e recebem os cuidados médicos na Santa Casa. "Estamos felizes por cumprir, com louvor, mais uma missão. Na hora, só pensamos em salvar a criança e a mãe", disse o sargento.

FONTE: G1 PARÁ / PM 

(O LIBERAL)

“Temos sido tratados de forma discriminatória no Pará, como se aqui todos os pescadores fossem fraudadores do recurso federal”. A afirmação é do superintendente federal da Agricultura no Estado, Clésio Souza. “Não aceito e nem vou aceitar que os pescadores do Estado sejam tratados com discriminação”, garantiu. Ao assumir o cargo, em novembro do ano passado, Clésio se deparou com a suspensão de 47 mil pescadores artesanais, determinada pela Portaria nº 11, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), de 21 de julho de 2016. A decisão foi tomada porque os pescadores não fizeram a manutenção do registro, conforme prevê a legislação. No entanto, eles poderão voltar a obter o documento quando prestarem os esclarecimentos necessários.

Recentemente, mais 111 mil pescadores também tiveram suas atividades suspensas no Pará. Ou seja, 158 mil no total. “Todos os 158 mil continuam suspensos. Estamos retornando ao sistema, desse total de 158 mil, 11.794, de que trata a Portaria nº 11. Eles estão voltando. Essa suspensão representa uma perda significante para a produção do nosso pescado, para os pescadores, para a renda e para o desenvolvimento socioeconômico dos municípios”, afirmou.

A Portaria nº 11 abriu prazo, até novembro de 2016, para que os pescadores apresentassem seus recursos. “Ao assumir a Superintendência, mandei fazer um diagnóstico geral do setor da pesca no Pará, que vem sofrendo, de forma contínua, investigações da Polícia Federal”, disse. Ele lembrou que, de 2010 até 2016, todos os superintendentes da Agricultura no Pará ou foram conduzidos a prestar esclarecimentos ou arrolados em investigações. “Com isso, tive a preocupação em fazer um raio-x geral do setor. As nomeações sempre foram de cunho político. Ao observar a fragilidade da forma como foram conduzidas, decidi então formar uma equipe de servidores de carreira. E, em março de 2017, nomei a auditora fiscal federal Zila Sidonio, com mais de 15 anos de serviço, para coordenação da pesca no Estado do Pará, trazendo segurança nas decisões seguintes”, e acrescentou: “logo após essa nomeação (de Zila), fomos surpreendidos com uma decisão judicial, a qual suspendia mais 111 mil pescadores do Pará. Decisão essa motivada por uma movimentação realizada no sistema de registro da pesca artesanal, onde foram incluídos, de fevereiro a março do ano passado, 5.033 novos registros iniciais de pescadores”, explicou. Essa inclusão, portanto, é anterior à gestão de Clésio. Logo em seguida, houve uma investigação da Polícia Federal no Ministério, que subsidiu aquela decisão judicial.

Clésio Souza acrescentou que, após a análise de todos os recursos apresentados por causa da Portaria nº 11, concluiu-se que 11.794 mil pescadores estão aptos a exercer suas atividades. “A partir de então, e depois de várias publicações, tirando inclusive a coordenação da pesca do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e transferindo-a para o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, nosso sistema ficou por um período suspenso de qualquer movimentação. Depois de várias idas a Brasília, na iniciativa de resolver o problema no setor pesqueiro no Pará, inclusive o do pescador artesanal, fomos autorizados, somente agora, a inserirmos os pescadores que estão com seus recursos deferidos da Portaria nº 11”, afirmou.

Na Superintendência Federal da Agricultura no Estado do Pará, há 248 mil registros de pescadores artesanais, subtraindo-se o total publicado na portaria que determinou aquela supensão. “O Pará tem contribuído na produção do pescado de forma expressiva para a Federação. Em nossa gestão, liberamos 43 licenças de embarcações para a captura da piramatuba e 78 para o camarão rosa, sem contar com mais de 200 embarcações para a captura de peixes diversos não controlados”, disse. “Também vencemos a batalha da portaria 445, do Ministério do Meio Ambiente, que suspendia a captura do pargo no Pará, o que causava sérios prejuízos para a comunidade bragantina. Por meio de portaria, o Ministério da Agricultura, da Coordenação Federal da pesca, prorrogou por mais um ano a licença das embarcações de pargo. Conscientizamos, dentro do setor, a necessidade de chamarmos todos os envolvidos (colônias, sindicatos, associações), em reunião realizada dia 6 de junho, para prestarmos esclarecimentos e linhas de atuações a partir deste momento”, explicou.

Ao assumir o cargo, Clésio também disse ter observado “a baixa autoestima de todos os pescadores que vivem da pesca em várias regiões do Pará, e que lutam, sob sol e chuva, para levar o sustento de sua família, e poder garantir o mínimo de qualidade de vida aos seus familiares. Não aceitei e não aceito esta forma discriminatória. Por isso, vim buscar, dentro do prório Ministério, um corpo técnico qualificado para resgatarmos a autoestima de nossos pescadores, que tanto tem contribuído com este Estado e tem levado o alimento para a mesa de toda a sociedade paraense. Queremos, sim, deixar um histórico para o setor, mostrando que é possível administrar as entidades públicas com seriedade e responsabilidade. Temos atendidos, inclusive individualmente, todos os pescadores que tem procurado essa Superintendência”.

Clésio acrescentou, porém: “Não quero negar, com isso, o fato de que há fragilidade no nosso sistema, e de ser possível a fraude no benefício do Seguro Defeso. A maior prova foram as gestões passadas e as investigações que estão em curso. Esta semana, a Polícia Federal levou, de forma coercitiva, mais seis pessoas, incluindo um advogado. Estamos com o Ministério de portas abertas para todo e qualquer esclarecimento. Estamos contribuindo com as investigações em curso. Não hesitaremos, em nenhum momento, mesmo que doa na carne, para o esclarecimento total de tudo o que tem sido feito por esta gestão”, garantiu.

Por: Dilson Pimentel/O Liberal





No início da noite deste sábado, 17, dois veículos foram roubados no Auto Posto El Elion - Posto do Glécio, no bairro do Km 46 - enquanto os proprietários bebiam na conveniência do estabelecimento. Um Voyage, de cor verde escuro, placa OFQ - 2869 de propriedade do taxista Wanderson Meireles, popularmente conhecido como Pelado da Vandinha, e um Golf, de cor branca, placa OFI - 5654 de propriedade do jovem Pedro Daniel, filho do senhor Ernandes Ribeiro, conhecido na cidade como Ernandes da Farmácia.

De acordo com informações que chegaram até o blog, Pelado e Daniel foram abordados por homens fortemente armados, provavelmente 04 elementos, que chegaram andando e sob ameaças e a mira de revólveres foram obrigados a entregar as chaves dos veículos para os bandidos que ainda entraram na conveniência, renderam a atendente e levaram a quantia de R$ 300,00.

A ação foi muito rápida e o bando fugiu pela BR 316, sentido Capanema. A polícia de Santa Luzia foi imediatamente acionada e saiu em busca dos ladrões que podem ter entrado pela estrada que dá acesso ao município de Ourém ou pela estrada da comunidade do Tentugal que dá acesso à BR 318, na região de Tracuateua e Bragança. A PRF [Polícia Rodoviária Federal] e as polícias Civil e Militar de Capanema, Ourém e Bragança também foram acionadas.

Um boletim de ocorrência foi registrado na 6ª Risp [Região Integrada de Segurança Pública], em Capanema, e até o momento desta postagem a polícia ainda não sabia do paradeiro dos veículos.

FONTE: 



Recados