Amparado pela Constituição Federal Capítulo V - da Comunicação Social *Art. 220
DownLivre
Notícias
Loading...

OURÉM - "Ouro, hein?" Ouro em Ourém nunca foi achado, mas segundo diz a lenda: a pergunta "Ouro, hein?"  foi feita em tom de frustração pelos descobridores da cidade, que dista 182 km de Belém. 

Todos os anos na última semana de julho, a cidade recebe artistas de todo o Brasil para o Festival da Canção, uma maratona de três dias realizada na Concha Acústica, que costuma reunir cerca de 10 mil visitantes.

Para dar conta deste batalhão, a cidade conta com seis pousadas, todas na orla. 

Porém, os adeptos do turismo religioso podem ir tranquilos: fora da época do festival, as outras duas festas anuais que movimentam o município são o Cirino de Nossa Senhora da Conceição, sempre no terceiro domingo de agosto, e as homenagens a São Benedito, oferecidas um dia antes do Natal. 

Fora dos períodos de festa, o maior barulho na cidade é feito basicamente pelos sons dos igarapés, ao menos 12, com água cristalina filtrada por jazidas de seixo. Não à toa, Ourém também é conhecida como "o paraíso dos igarapés" e "pérola do Rio Guamá".

História de Ourém

As origens de Ourém remontam ao ano de 1727, quando Luiz de Moura chegou ao local onde hoje se encontra a sede do Município, em terras pertencentes ao município de Belém, e, com recursos próprios, construiu uma casa, que passou a constituir-se no centro de um núcleo populacional. Em 1753, o então governador e capitão-general Francisco Xavier de Mendonça Furtado outorgou ao lugar a categoria de Freguesia, sob a proteção do Divino Espírito Santo, assumindo a denominação de Freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Ourém. 

Segundo Theodoro Braga e Palma Muniz, no mesmo ano e pelo mesmo ato que a elevou à Freguesia, também teria sido reconhecida sua condição de Vila. 

Há referências ao fato de que a sua instalação como tal teria acontecido em 29 de maio de 1762, contando-se com a presença do desembargador Feliciano Ramos Nobre Mourão, corregedor da Comarca de Belém. 

A partir dessa cerimônia, o Município passou a ser reconhecido com o nome de Ourém. Sua primeira Câmara Municipal foi formada por dois juízes ordinários, dois vereadores e um procurador. Em 1767, o diretor da Vila de Ourém era o alferes Xavier de Siqueira. Em 1768, os cargos de juízes ordinários da sua Câmara foram ocupados pelos senhores Afonso Pereira e Marcelino Gomes da Silva. 

Em 1804, o Senado da Câmara foi formado por Joaquim José Spíndola, Paulo Marques, Raimundo dos Santos Furtado, José da Silva e João de Deus de Freitas. 

Em 1823, o Município entrou para a Independência do Brasil. A notícia da adesão municipal foi dada à Câmara pelo juiz ordinário João de Deus e Silva. Em 1828, pela primeira vez, a Câmara Municipal foi composta por membros eleitos e presidida por Manoel Raimundo de Macedo. 

Os acontecimentos políticos referentes ao movimento da Cabanagem afetaram a tranqüilidade de Ourém. Durante o episódio cabano, o Município foi alvo de muitas depredações. No quadriênio de 1849 a 1852, o Município pertencia à Comarca da Capital. 

Quando da criação da Comarca de Bragança, passou a pertencer a ela e, em 1859, pelo disposto na Lei nº 337, de 1º de dezembro, voltou a ser vinculado à Câmara da Capital. Em decorrência das lutas políticas estabelecidas entre liberais e conservadores, no período de 1865 a 1890, uma grande quantidade de leis foi produzidas no Estado do Pará, alterando e restabelecendo o status júrídico e territorial dos municípios e áreas estaduais. Essa situação também repercutiu em Ourém. 

Em 1867, em conseqüência da internalização dessas lutas políticas, através da Lei nº 534, de 12 de outubro, Ourém perdeu parte de suas terras para permitir a criação do município de Irituia. 

Em 1868, a Lei nº 586, de 23 de outubro, promulgada ao sabor dos embates políticos, anulou a lei anterior e determinou a anexação de Irituia, novamente, a Ourém. Em 1873, através da Lei nº 663, de 31 de outubro, a Assembléia Provincial outorgou à Freguesia de São Miguel a categoria de Vila, e, dessa forma, de Município, desmembrando-o, assim, das terras de Ourém, das quais era parte integrante. 

Por outro lado, prosseguiram os esforços pela criação do município de Irituia e a sua correspondente desanexação do território de Ourém. Em 1879, a promulgação da Lei nº 934, de 31 de junho, novamente erigiu Irituia em Município. 

Em 1886, entretanto, voltou a perder essa condição, em conseqüência da promulgação da Lei nº 1.286, de 13 de dezembro. Em 1887, ainda sob a influência das lutas políticas, a Lei nº 1.307, de 28 de novembro, suprimiu de Ourém a categoria de Vila, resultando, com essa medida, a sua extinção como Município. Em 1899, a promulgação da Lei nº 1.399, de 5 de outubro, restaurou a Ourém sua condição de Município. 

Em 1890, após a proclamação da República, o Governo do Estado dissolveu a Câmara Municipal de Ourém e criou, em seu lugar, a Intendência Municipal, promulgando para tal os Decretos nº 128 e nº 129, de 7 de abril, nomeando para o cargo de Intendente Municipal José Henrique Xavier de Souza. Em 1930, os Decretos Estaduais nº 6, de 4 de novembro, e nº 78, de 27 de dezembro, mantiveram Ourém na categoria de Município. 

No entanto, em 1931, em virtude do Decreto Estadual nº 564, de 30 de dezembro, o Município foi, mais uma vez, extinto, recobrando a sua condição e autonomia através das disposições contidas no Decreto Estadual nº 856, de 23 de janeiro de 1933. Na Enciclopédia dos Municípios, entretanto, afirma-se que, somente com a assinatura do Decreto Estadual nº 4.505, de 30 de novembro de 1943, é que Ourém passou a ver restabelecidas todas as suas prerrogativas como Município. 

Em 1961, Ourém sofreu o desmembramento de parte das suas terras para possibilitar o surgimento do município de Capitão Poço, criado em 29 de dezembro, mediante a promulgação da Lei Estadual nº 2.460. Novamente, em 1988, Ourém voltou a perder parte de sua área patrimonial para permitir o nascimento do município de Garrafão do Norte, por determinação da Lei nº 5.445, de 10 de maio. Em 1991, através da Lei nº 5.688, de 13 de dezembro, sofreu outro desmembramento territorial para formar parte do município de Santa Luzia do Pará. Atualmente, Ourém conta com dois distritos: Ourém (sede) e Tentugal. 

CULTURA

No município de Ourém, a tradição religiosa de maior importância é a Festa de São Benedito, que ocorre no período de 28 a 30 de dezembro. Outros eventos religiosos, porém, movimentam a cidade. É o caso da Festa de Corpus Christi e de Cristo Rei, bem como o Círio de Nossa Senhora de Nazaré. A cultura popular local é constituída pelos bois-bumbás e cordões de pássaros. 

O artesanato apresenta produtos utilitários, como tijolos, telhas, bolsas, esteiras, redes de pesca, cortinas, almofadas, tapetes e camisas de pagão (recém-nascidos). 

A Casa Forte do Guamá, construída na metade do século XVIII, e a Igreja Matriz, a maior e mais bonita igreja da Zona Bragantina, são exemplares do patrimônio histórico de Ourém. Os únicos equipamentos culturais de que dispõe o Município são um teatro - de propriedade da paróquia, onde são realizadas pequenas apresentações em benefício da ordem religiosa - e uma Biblioteca Pública. 

ASPECTOS FÍSICO-TERRITORIAIS 

LOCALIZAÇÃO 

O município de Ourém pertence à Mesorregião Nordeste Paraense e à Microrregião Guamá. A sede municipal apresenta as seguintes coordenadas geográficas: 01º 32' 42"de latitude Sul e 47º 07' 00" de longitude a Oeste de Greenwich. LIMITES Ao Norte - Município de Santa Luzia do Pará A Leste - Município de Santa Luzia do Pará Ao Sul - Município de Capitão Poço A Oeste - Municípios de Capitão Poço, São Miguel do Guamá e Bonito SOLOS Predominam o Latossolo Amarelo distrófico, textura média; Gley Pouco Húmico distrófico, textura argilosa; Podzólico Vermelho-Amarelo, textura argilosa; Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico, textura argilosa e textura média; solos Aluviais eutróficos e distrófico; e Hidromórficos indiscriminados. 

VEGETAÇÃO 

A vegetação do Município foi bastante afetada em face dos constantes desmatamentos, havendo, hoje, apenas a Floresta Secundária, com eventuais testemunhos da mata primária, cujo subtipo pertence à Floresta Densa dos baixos platôs e Floresta Densa em relevo dissecado das áreas metassedimentares. Nas áreas aluviais, sob influência do rio Guamá, está presente a Floresta Densa dos terraços aluviais ou Floresta de Várzea, onde se verifica a presença de espécies ombrófilas (que gostam de água), dicotiledôneas e de palmáceas.

PATRIMÔNIO NATURAL

A alteração da cobertura vegetal, observada em imagens LANDSAT-TM, do ano de 1986, era de 72,73%. Elementos relevantes do patrimônio NATURAL existente são os igarapés e os rios, sendo os mais importantes o Guamá e o Caeté. Possui AS cachoeiras Nova Colônia, São José e Ourém, esta última aparecendo apenas NO verão. 

TOPOGRAFIA 

A topografia do Município é um pouco mais expressiva apenas nas áreas cristalinas, onde se apresenta levemente movimentada. Entretanto, apresenta altitudes bastante modestas, sendo que, em sua sede, são constatadas cotas em torno de 45 metros. 

GEOLOGIA E RELEVO 

A geologia do Município é representada pelas rochas do Pré-Cambriano do Grupo Gurupi, constituído de filitos vermelhos, xistos e micaxistos, cortados por veios de quartzo e pela sedimentação Cenozóica representada pelos litotipos que constituem a Formação Barreiras e o Quaternário Subatual e Recente. Acompanhando a geologia, o relevo apresenta-se um pouco movimentado, comparado ao dos demais Municípios de sua Microrregião, nele verificando-se a presença de colinas baixas dissecadas em áreas cristalinas e de superfícies aplainadas em áreas sedimentares, representadas por relevo tabuliforme, terraços e várzeas. Morfoestruturalmente, insere-se NO Planalto Rebaixado da Amazônia (da Zona Bragantina). 

HIDROGRAFIA 

O principal rio do Município é o rio Guamá, para o qual vertem quase todos os rios menores do Município. Por sua vez, o Guamá serve de limite oeste, entre Ourém e o Município de Capitão Poço, enquanto que um de seus afluentes, o rio Caxiú, serve de limite noroeste com São Miguel do Guamá, e outros, como o igarapé Tauari, a sudoeste, limita com Garrafão do Norte. Além do rio Guamá, uma parte do alto curso do Caeté serve de limite com o município de Bragança. 

CLIMA 

O Município apresenta um clima mesotérmico e úmido. A temperatura média anual é elevada, em torno de 25º C. O período mais quente tem médias mensais em torno de 25,5ºC, enquanto que AS temperaturas mínimas são de 20ºC. Seu regime pluviométrico fica, geralmente, próximo a 2.250 mm. AS chuvas, apesar de regulares, não se distribuem igualmente durante o ano, sendo de janeiro a junho sua maior concentração (cerca de 80%), implicando grandes excedentes hídricos e, consequentemente, grandes escoamentos superficiais e cheias dos rios. A umidade relativa do ar gira em torno de 85%



A
 Polícia Civil de Ourém, tendo a frente o Delegado de Polícia Civil Ramon Souto cumpriu na data de hoje (07/06/18) mandado de prisão em desfavor de IDAILSON DIA RIBEIRO, conhecido como “DEDÊ”, o qual foi condenado pela prática do crime de tráfico ilícito de entorpecentes. A investigação foi realizada por policiais civis de Ourém, ocasião em que se apurou que este comercializava grande quantidade de entorpecentes, o que fez com que o Delegado solicitasse mandado de busca e apreensão domiciliar, o qual foi deferido pelo Juízo da Comarca de Ourém, tendo a frente o Juiz Dr. Omar José Miranda Cherpinsk. Durante o cumprimento da diligência, foram localizados diversos entorpecentes no interior de sua residência. Essa é mais uma ação que reforça o trabalho árduo dos policiais civis no combate à criminalidade no município de Ourém. Participaram da diligência que culminou na prisão, os operacionais Investigadores de Polícia Civil Esmael Ferreira e Felipe Ramos.
Fonte: Policia Civil/Ourem






A
 igreja Católica, através da Paróquia de Nossa senhora da Conceição, município de Ourém, nordeste do Estado, realizou na manhã desta quinta-feira (31/05), a tradicional procissão de Corpus Christi. (Esta data é celebrada anualmente 60 dias depois da Páscoa, sempre na quinta-feira seguinte ao Domingo da Santíssima Trindade (domingo seguinte ao Domingo de Pentecostes), normalmente com procissões em vias públicas.) Este ano a procissão saiu do bairro do São Paulo com a chegada à igreja Matriz, onde foi celebrada a missa pelo padre Valdecir.
As famílias se reuniram madrugada adentro para dá um colorido especial nas ruas por onde a procissão passou, que bem ornamentadas deram um toque de arte para o importante dia.
Por: Paulo Bragança
Fonte: www.ourem.news.com













M
ais uma vez a Copa de Queimada realizada as margens do rio Guamá, no ultimo dia 26 de maio (sábado), alusiva ao aniversário do município foi sucesso de publico e equipes. A prefeitura municipal, através da secretaria de Cultura, setor esporte, organizou o evento esportivo, e ao final premiou aos vencedores com troféus, medalhas e valores financeiros. O campeão recebeu 600 reais e o vice-campeão 400 reais.
Na categoria masculina o Trinca Mais Não Quebra, foi o campeão ao vencer o Espartano. A categoria feminina foi vencida pela equipe elite em cima da equipe As Quilombolas.
Por: Paulo Bragança
Fonte: www.ourem.pa.gov.br














O
urém é um município brasileiro, do nordeste do estado do Pará, que tem uma população estimada através do senso de 2016 com cerca de 17.237 habitantes.
Possui uma área de 602,5659 km², sendo que faz fronteira com os município de Capitão Poço, Bonito, São Miguel do Guamá e Santa Luzia do Pará.
O município localiza-se à 182 quilômetros da capital paraense. A rodovia de acesso, a PA-124, encontra a BR-316 na altura do quilômetro 142 e está em perfeitas condições, o que garante uma viagem de até duas horas e meia em carro próprio. Do Terminal Rodoviário de Belém saem, diariamente, dois ônibus com destino ao município, além de vários outros transportes alternativos.

Conhecida como “A Pérola do Guamá”, o município de Ourém, encanta não somente por suas belezas naturais e igarapés de água cristalina, como também pela simplicidade e acolhimento de seu povo.
Dados históricos apontam que um pequeno povoado, fundado por famílias açorianas no século XVIII, foi formador de várias outros povoados, sendo que se transformou hoje em um município com grande potencial turístico, ainda inexplorado, através de politicas voltadas para esse engrandecimento.

Ao chegar em terras ouremenses vindo pela BR 316, o visitante recebe um cartão postal e tanto, tendo assim uma prévia natural  de que será agraciado. Com a divisa do município vizinho do Bonito, a ponte sobre o rio Caeté batiza o marca inicial da cidade. Assim Ourém de imediato apresenta sua riqueza com muitas opções de banho, afirmando porque é titulada de, “paraíso dos igarapés”. Existem mais de 12 igarapés, todos com água cristalina filtrada pela jazida de seixo existente em Ourém, a maior do Pará. A cidade tem o privilegio de ser banhada pelo lendário rio Guamá, que desliza suavemente, marcando a divisa com o município vizinho de Capitão Poço.
Como atração turística nossos visitantes podem desfrutar das belezas do balneário igarapé das Pedras, na sede, que é banhado pelo o igarapé Cafeteua. Ainda banhado pelo mesmo igarapé, hoje temos o sitio Lauar-Lindo, na sede,  com ambiente formidável, além de disponibilizar aos visitantes um museu cultural com acervo muito rico. Destacamos ainda balneário da Tia Loura, na sede, uma verdadeira piscina natural. O balneário Vale do Guamá, na vila Furo Novo, que oferece aos visitantes uma grande riqueza natural às margens do rio Guamá.

Como riqueza cultural, temos o Festival da Canção Ouremense, o mais antigo festival em atividade do Brasil, que acontece no penúltimo final de semana do mês de julho, na concha acústica do Complexo Cultural e Turístico de Ourém, às margens do rio Guamá, construída especificamente para esse fim. O festival acontece desde 1983, e reúne os maiores compositores, músicos e intérpretes da música paraenses. Começou com a iniciativa de um grupo de jovens do município, e atrai artistas de todo país. Durante os três dias de competição, realizada na concha acústica, a cidade recebe cerca de 10 mil visitantes.

A concha acústica  símbolo da cultura ouremense, foi construída em 2002 e se transforma em palco, durante o ano todo, para as diferentes manifestações regionais, como bois-bumbás e cordões de pássaros. Hoje a concha esta recebendo melhorias estruturais, mediante a grandeza das apresentações que fizeram com que o espaço físico se tornasse pequeno para as apresentações.

Marca forte do povo ouremense é a religiosidade. A igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, construída em 1939 no estilo gótico, é palco de duas grandes festividades anuais: a festa da padroeira e a de São Benedito. O Círio de Nossa Senhora da Conceição acontece sempre no terceiro domingo de agosto, com saída da capelinha, o ponto mais alto da cidade, percorrendo as principais ruas até chegar à matriz. As homenagens a São Benedito são feitas no dia 24 de dezembro e reúnem visitantes dos municípios vizinhos.
A economia de Ourém é baseada na exploração de seixo, brita e areia. A produção de seixo é a maior do Estado, chegando a mais de 700 metros cúbicos por dia, e é responsável pelo abastecimento da capital paraense. Além disso, 60% da população ouremense vivem da agricultura familiar e outros sobrevivem com as olarias.
Parabéns Ourém, pelos seus 259 anos de fundação e 256 anos de emancipação politica.
Fonte: Wikipédia/ atualizado por: www.ouremnews.com



O
 Governo do Estado do Pará, em parceria firmada entre a Escola de Governança do Estado do Pará (EGPA), com o total apoio da Prefeitura Municipal de Ourém realizou ministrou seis (6), cursos de qualificação iniciados no ultimo dia 21 de maio com a cerimonia de entrega dos certificados acontecendo neste sábado (25), no Salão Paroquial.
A mesa foi composta, pelo diretor geral da escola de governança, Sr. Danilo Alho; o prefeito Junhão; o presidente da Câmara dos Vereadores, Roberto Uchoa; a secretária municipal de Saúde, Elaine Cristina; a secretária de Assistência social, Elizabete Aguiar, do vereador Elizeu Kequinha e do secretário de Agricultura, Willame  Aguiar.
Os cursos foram ministrados pelos professores.
Libras e Educação Inclusiva, Maria da Paixão.
Redação Oficial e Gramatical Aplicada, Técnicas de Elaboração de Relatórios, Cynthia Rejane.
Licitações e Contratos na Administração, Formação de Pregoeiros, presencial e eletrônico, Itálo Neves.
Ao final foi servido um coquetel à todos os participantes, que puderam desfrutar de momentos aconchegantes depois do pique do compromisso profissional.
Por: Paulo Bragança
Fonte: www.ourem.pa.gov.br











O árbitro assistente Robson João dos Reis passa a integrar o quadro de Assistentes da CBF e recebeu das mãos do Presidente da FPF Adelcio Torres as insígnias da CBF e esta apto a trabalhar nas competições organizadas pela CBF, Robson é natural de Ourém, a FPF deseja uma excelente carreira para o mais novo integrante do seleto grupo de árbitros. Na oportunidade também foi entregue uma moeda de Toss para utilização nos campeonatos geridos pela Confederação Brasileira de Futebol. 

Na ocasião estiveram presentes o Diretor do Interior Mário Ferreira, Mauro Santos auxiliar do Departamento do Interior, Roberto Uchoa Presidente da Câmara Municipal de Ourém, o Vereador da cidade Brenno que parabenizaram o conterrâneo Robson pela conquista.

Facebook
Twitter


Nesta sexta-feira (25), à noite, as ruas do município de Ourém, nordeste do Estado, ganham o brilho e a cor de uma das principais manifestações culturais do Estado, o Arrastão dos Bois, uma tradição mantida há mais de 50 anos nas comemorações alusivas ao aniversário da cidade, no dia 29 de maio.  Desta vez, quem ganhará as ruas na programação dos 291 anos de fundação de Ourém serão os bois Lapichincha, Pai do Campo, Geringonça e o boi Flor do Campo.

Segundo Paulo Machado, coordenador do Arrastão dos Bois, a tradição dos bois se mantém na programação do aniversário da cidade, privilegiando, este ano, os bois mais antigos da zona urbana, além do boi Flor do Campo, formado por brincantes das comunidades quilombolas de Ourém. Para o cortejo, cada boi deve levar em torno de 50 brincantes, entre mestres, animadores, músicos e personagens. “Essa festa tem um valor cultural importante por ser uma tradição muito bonita e regada de muita poesia. Alguns municípios que não têm essa tradição. Por esse motivo, não podemos deixá-la morrer”, comentou.

A concentração do Arrastão dos Bois de Ourém será às 19h, com saída da Praça Mestre Cutia (Praça do Terminal), em direção à Praça Magalhães Barata, onde ocorre a apoteose do arrastão com a cerimônia dos mastros de São João e as toadas dos mestres Sales Machado (Boi Lapichincha), Faustino (Boi Pai do Campo), Tuiti (Boi Geringonça), Walter e Francisco (Boi Flor do Campo). Às 21h, haverá show com os artistas da terra, Paulo Bragança, Guru, Ismael Reis, Mafra, entre outros.

Marcha para Jesus


A programação do aniversário da cidade, organizada pela Prefeitura de Ourém, tem início na tarde de hoje (24), com a 6ª Marcha Para Jesus, caminhada que reúne a população evangélica da cidade, com saída da Praça do Terminal, em direção à Praça Magalhães Barata, onde se concentra a maior parte das atrações, e o show do pastor Carlos Cancela, às 21h. No sábado (26), às 21h, quem anima a população ouremense é o cantor Haroldo Reis que fará show no Centro de Convivência da 3ª Idade. E, no domingo (27), a programação será na Orla do Rio Guamá, com os shows de Antônio Marcos e Banda e Luan Kássio e Banda, a partir das 21h.

Festa católica


O encerramento das atividades em torno do aniversário da cidade será na terça-feira (29) quando a cidade de Ourém completa 291 anos de fundação e 256 anos de emancipação. A programação inclui missa campal em frente à Praça Magalhães Barata, às 19h, com fogos de artifício e bolo. Na sequência, a população segue em procissão até a Praça da Matriz, finalizando as comemorações com show católico das Irmãs Pequeninas do Maranhão. “A edição deste ano foi pensada para envolver toda a população, desde os católicos aos evangélicos, além de crianças, jovens e idosos”, reforçou Sérgio Arnour, titular da Secretaria Municipal de Juventude, Cultura, Esporte, Lazer e Turismo (Sejucult).

Igarapés para relaxar


Distante 180 km de Belém, a cidade de Ourém reserva inúmeros igarapés e balneários que são excelentes pontos de parada a quem deseja aproveitar as belezas da região, refrescando-se nas águas cristalinas e geladas que esses braços de rio oferecem. Entre os igarapés localizados no centro da cidade, destaca-se o igarapé da “Tia Loira”, de águas esverdeadas, e o Igarapé das Pedras, uma espécie de fazenda com infraestrutura de hospedagem em chalés, além de restaurantes, piscina e passeios a cavalos, e o sítio Luarlindo, também na sede da cidade.

Outra opção é o balneário Aracu, a 5 km da cidade, na rodovia PA-121, que dispõe de restaurante com comidas regionais, onde os carros chefes são os peixes regionais e a galinha caipira, além dos balneários Vale do Guamá, na Vila do Furo Novo; Caeté, na Vila Arraial do Caeté; e o do Bode, na região do Rio Grande.

Por Julie Rocha
Municípios do interior do Pará correm risco de desabastecimento - Crédito: Reprodução/UOL
(Foto: Divulgação)
Municípios distantes da capital do Pará correm o risco de desabastecimento de combustível, se a paralisação dos caminhoneiros for mantida por mais tempo. Quem afirma é o presidente do Sindicato dos Postos de Combustíveis no Pará (Sindicombustíveis-PA), José Antônio Victor, os postos de Belém e municípios arredores não têm problemas de abastecimento. “Mas, o restante do Estado do Pará depende do movimento dos caminhoneiros”, assegura José Antônio.
Ele explica, que não estão saindo caminhões com combustíveis para as outras regiões paraenses desde segunda-feira, quando começou a paralisação dos caminhoneiros em todo o País, em protesto contra os sucessivos reajustes nos preços dos combustíveis. Por isso, é certo que se a greve persistir os postos dos municípios mais distantes da capital não vão receber combustível.
O presidente do Sindicombustíveis-PA, informa que o abastecimento dos combustíveis no Pará é feito a partir do porto de Miramar, em Val-de-cans, através de navios que transportam o produto até à capital paraense. De lá, é distribuído para os postos de Belém e de todo o Estado, pelas rodovias, através de caminhões.
Na capital, existem uma média de 120 postos de combustível, segundo informa José Antônio. No Pará, são cerca de 1.200 postos.
No site do Sindicombustíveis, há uma campanha contra os altos impostos cobrados pelo governo federal sobre os combustíveis. “O problema não está nos postos, e sim nos impostos”, critica a campanha dos donos de postos de combustível.
A pressão dos caminhoneiros forçou o governo federal a anunciar uma pequena redução no preço dos combustíveis, nesta quarta-feira, 23. O presidente da Petrobrás, Pedro Parente, anunciou que baixou o preço do litro da gasolina em 0,62%, passando de R$ 2,0433 para R$ 2,0306. Já o do diesel caiu 1,14%, de R$ 2,3351 para 2,3083. Mas, apenas por quinze dias e nas distribuidoras. Após esse período, os preços poderão voltará a subir.
Fonte: Roma News

Faleceu no início da noite desta quarta-feira, 23, às 19 h, o ex-prefeito de Cachoeira do Piriá, senhor Ademir Oliveira. Seu Ademir, como era conhecido pelos amigos estava internado na Uti [Unidade de Terapia Intensiva] de um hospital de Belém há 38 dias em decorrência de complicações no seu estado de saúde enquanto se recuperava de uma cirurgia a que foi submetido no início do ano.

Natural de Ourém, seu Ademir mudou-se para Santa Luzia ainda na década de 60 sendo um dos pioneiros da então vila que prosperava às margens da recém-inaugurada rodovia BR-316, a Pará-Maranhão, para atuar no ramo do comércio. Seu Ademir, ainda exerceu o cargo de vereador do município de Ourém durante a administração do prefeito Antenor Bararu, seu irmão.

No ano de 1996 seu Ademir elegeu-se o primeiro prefeito de Cachoeira do Piriá, sendo reeleito para um segundo mandato em 2000 e ocupou o cargo de vereador ao ser eleito para a câmara em 2008.

Seu Ademir partiu aos 81 anos - nascido em 1936 faria 82 anos em novembro - deixando a esposa Dona Mena e seis filhos, dois deles, Mico e Adamor Aires, ex-prefeitos de Santa Luzia do Pará.

Segundo uma fonte do blog, o mais provável é que velório e sepultamento aconteçam em Cachoeira do Piriá, onde seu Ademir residia e sempre expressou seu desejo de ser enterrado na terra que escolheu para viver o resto da sua vida.

Atualização às 06:02 h: O blog recebeu a informação de que o velório do ex-prefeito Ademir Oliveira será realizado das 07 h às 14 h desta quinta-feira, 24, no Centro Cultural de Cachoeira do Piriá e em seguida ocorrerá o traslado do corpo para Santa Luzia do Pará onde será realizada uma missa de corpo presente e em seguida o sepultamento no cemitério São Raimundo.

O
 município de Ourém, nordeste do Estado, conhecido como a Pérola do Guamá, completará no dia 29 de maio, 291 anos de fundação e 256 anos de emancipação politica. A Prefeitura Municipal, buscando em proporcionar aos munícipes, uma programação artística e cultural bem no gênero do município.
O prefeito Junhão com todo seu carisma, disse ter o grande desejo de presentear a população na linha de shows com artistas consagrados no senário musical  nacional, porem o Gestor ressaltou que a realidade financeira do município é outra, e que sua gestão trabalha na linha orçamentária permitida.  

A programação alusiva ao aniversário do município de Ourém oficialmente esta assim definida.

DIA 24/05 – QUINTA-FEIRA
Caminhada para Jesus, com show gospel, a partir das 17h00. (Praça Magalhães Barata)

DIA 25/05 – SEXTA-FEIRA
Arrastão dos Bois e show com os artistas da terra, a partir das 19h00. (Praça Magalhães Barata)

DIA 26/05 – SÁBADO
Show com Haroldo Reis, a partir das 21h00. (Centro de Convivência da 3ª Idade)

DIA 27/05 – DOMINGO
Show com Antônio Marcos e Banda e Luan Kássio e Banda, a partir das 21h00. (Na Orla do rio Guamá)

DIA 29/05 – TERÇA-FEIRA
Missa em homenagem ao município. Show Católico e Show com as Irmãs Pequeninhas do Maranhão, a partir das 19h00. (Praça da Matriz)
Por: Paulo Bragança





C
onvocamos  todos os cristãos  que amam a Jesus  para marcha pra jesus 2018. Iniciando na praça do terminal apartir das 17:00 horas
Faremos a caminhada  nas Ruas da cidade cantando e orando pelo nosso município  e pela nação brasileira
Até  a praça  da prefeitura  onde haverá  o  show  com o pastor e
Cantor Carlos Cancela.
Teremos a presença  dos pastores de ourem e de cidades vizinhas.
Avisamos que teremos ônibus para o interior as 17:00 trazendo  o povo  para marchar, abrindo a programação  do aniversario  da cidade.



O
 Deputado Wladmir Costa (SD), esteve presente no ultimo dia 20 de maio (domingo), fazendo a entrega de uma retroescavadeira e ainda foi confirmado o deposito de R$ 170 mil, para a compra de uma ambulância que atenderá a comunidade quilombola do Mocambo. Também foi firmada emenda para aquisição dos aparelhos de duas academias ao ar livre com brinquedos infantis, kit biblioteca, trator agrícola, três casas de farinhas completas, kit feira e ainda uma pá mecânica.
O deputado Wladmir recebeu o carinho e o acolhimento do povo ouremense e foi recebido pelo prefeito Junhão (DEM), acompanhado do seu vice Almir Serra (PSDB), além de vereadores, secretários entre outras lideranças comunitárias. O legislador Federal falou da felicidade de poder entregar ao município ouremense tais benefícios, pois afirmou ter um carinho muito grande por Ourém, mediante a hospitalidade do povo que em todas as vezes que visitou a cidade sempre obteve o afeto carinhoso da população.
 O prefeito Junhão no uso da palavra agradeceu o importante benefício parlamentar do deputado Waldmir Costa e disse que, seu governo é um governo de diálogo e parceira, pois entende que assim todos  aqueles que vierem trazer benefícios para o município serão sempre bem acolhidos.

Por: Paulo Bragança
Fonte: www.ouremnews.com




A
 equipe da Adepará que fez a apreensão na barreira é composta pelos agentes de fiscalização Robson Pereira, José Marcos e Dimas Holanda. “Os condutores dos veículos estavam transportando um subproduto animal sem a documentação sanitária necessária, o que apresenta uma infração e um risco para quem consumir o produto. Esta operação visa coibir trânsito irregular e clandestino de produtos e subprodutos animais e vegetais”, complementa Aldernei Simor.
O fato de não ter nenhuma documentação mostra que não havia como comprovar que o produto foi beneficiado de forma correta. Produto fabricado sem condições higiênico-sanitárias adequadas é um sério risco à saúde da população se for comercializado. Durante a fiscalização também é realizado o trabalho de educação sanitária, onde os técnicos da Adepará repassam conhecimento e instruem o produtor rural e a população em geral sobre defesa, sanidade e inspeção animal e vegetal para melhorar a qualidade de vida da população.
O trabalho de fiscalização do trânsito agropecuário é realizado pela Adepará durante todo o ano nos postos fixos agropecuários e com equipes de fiscalização volante, localizados em pontos estratégicos no estado. Nas atividades são avaliadas as condições sanitárias e a documentação oficial obrigatória para cada tipo de carga transportada. É com esse trabalho que a Adepará mantém o status sanitário do estado e garante novos mercados para a região.

Por: Inara Soares
Foto: ASCOM ADEPARÁ











O
lá amigos leitores e grandes desportistas que amam o futebol amador, estou eu aqui retornando as atividades informativas desta respeitável coluna titulada Toque de 1ª, destacando o esporte menor da região nordeste.
Iniciamos esta coluna com uma triste noticia. O zagueiro do cafezal, conhecido como “Espalha” faleceu ao sentir-se mau dentro do campo, e veio a óbito na unidade hospitalar. Este fato lamentável ocorreu no município de Magalhães Barata, ainda no 1° tempo de jogo, entre, Arraial x Brasil Novo, partida realizada no campo do Cuinarana, sendo que seu sepultamento na comunidade do Cafezal.

Santarém Novo
No Sábado (21/04), aconteceu o torneio inicio do municipal Master Santareno. 5 times estão participaram da competição. O campeão foi o time do Braga que venceu o Internacional por 1x0.

Capanema
Rosário Centro (Capanema), está realizando jogos amistosos visando competições promovidas peĺa FPFUSPA (Federação Paraense ďe Futsal), nas categorias; sub 9/11/13 /15/17 e Feminino. A equipe se deslocou neste final de semana até Primavera para mais uma partida preparatória.
O Futsal Capanemense está em "alta" com 4 times participando em competição realizada pela FPFUSPA, Categorias principal, Sub 17, Sub  20 e Master.

Primavera
O município de Primavera se fez representar na 2ª Liga Belém de futsal, serie B, quando no ultimo final de semana o time Clube futsal Primaverense fez dois jogos e obteve duas vitorias, assumindo liderança absoluto da sua chave B da competição adulto. E os resultados foram os seguintes.  Bayer Belém 2x7 Primaverense. Pinga fogo 1x4 Primaverense.

Ourem
Em jogo equilibrado, diga-se de passagem, foi conhecido o campeão da I Copa de Inverno da capital do seixo (Ourem). O jogo no tempo normal, VILA NOVA (furo Novo) 1 a 1 QUILOMBOLAS (Mocambo). Gols da partida para Os Quilombolas através de Neguinho, sendo que o empate do Vila Nova veio através do jogador Mamá. Nas penalidades o Vila Nova levou a melhor e venceu por 5 a 4.





Recados