Amparado pela Constituição Federal Capítulo V - da Comunicação Social *Art. 220
DownLivre
Notícias
Loading...

EM DESTAQUE

Ourém News.com | 03:24 |


_PUBLICIDADE_

GALERA DE OURÉM DIA 03 DE NOVEMBRO NA SEDE DO GUAMÁ ESPORTE CLUBE.
FESTA HALLOWEEN POP..NÃO PERCA....VAI SER SHOW...!

50 CIDADES MAIS VIOLENTAS DO MUNDO

*Maceió, capital alagoana, aparece em terceiro lugar no ranking


Pelo menos 14 cidades brasileiras estão entre as mais violentas do mundo. A conclusão é do estudo feito pela ONG (organização não governamental) mexicana Conselho Cidadão para a Segurança Pública e Justiça Penal.
Especialistas da entidade listaram as 50 cidades mais violentas em todo mundo. O topo da lista é ocupado pela cidade de San Pedro Sula, em Honduras, com uma taxa de 158.87 homicídios para um grupo de 100 mil habitantes. Em segundo lugar, está Juárez, no México, com uma taxa de 147.77.
No Brasil, Maceió, capital alagoana, aparece como a mais violenta ocupando o terceiro lugar no ranking – com uma taxa de 135.26 homicídios para cada 100 mil habitantes.
Depois da capital alagoana está Belém (PA) – em 10o lugar no ranking, com uma taxa de 78.08 homicídios para cada 100 mil habitantes; Vitória (ES), em 17o lugar, com taxa de 67.82; Salvador (BA), em 22º na lista, com 56.98 e Manaus (AM), em 26o, com 51.21.
Também são definidas como violentas as cidades de São Luís (MA), em 27º lugar no estudo, com taxa de 50.85 mortes violentas para cada 100 mil habitantes, João Pessoa (PB), em 29º, com 48.64; Cuiabá (MT), em 31º na lista, com taxa de 48.32; Recife (PE), em 32º lugar, com taxa de 48.23, Macapá (AP), em 36º, com 45.08; Fortaleza (CE), em 37º, com 42.90; Curitiba (PR), em 39º na lista, com 38.09; Goiânia (GO), 40º, com 37.17 e Belo Horizonte (MG), em 45º no ranking das cidades mais violentas, com taxa de 34.40 homicídios para cada 100 mil habitantes.
Das 50 cidades apontadas como as mais violentas do mundo, além das 14 brasileiras, 12 estão no México e cinco na Colômbia.
O estudo também informa que das 50 cidades, 40 estão na América Latina. Além disso, a organização alerta para o fato de que no México, as autoridades estão falsificando dados e escondendo o verdadeiro número de homicídios. A ONG diz que elas “não inspiram confiança em seus dados oficiais”, pois “há evidências de falsificação” para fazer com que a violência pareça menor do que ela realmente é.
Como exemplo, o estudo cita o caso da cidade mexicana de Juárez, que, segundo as autoridades, registrou 1.974 homicídios em 2011. Porém, o relatório da organização indica que o governo oculta pelo menos 150 homicídios. A entidade informa ainda que nesta cidade houve uma redução da violência, mas os números ainda são elevados.


CONCURSOS PÚBLICOS
Como se preparar para concurso mesmo com pouco tempo de estudo?


Os candidatos devem começar a estudar o mais rápido possível. A primeira providência para todos os candidatos que estão com concursos com prova marcada, é retomar os estudos o mais rápido possível.
Indicamos que separe 3 horas em todas as noites e as manhãs de sábado para o estudo. Todo esse tempo deve ser dedicado às matérias que vão ser cobradas no seu concurso. No sábado, à tarde dá para resolver provas anteriores da banca. Isso é superimportante para se familiarizar com a cobrança na hora da prova.
 Outro ponto importante é investir na preparação durante o carnaval. Isso é um bônus de estudo. Se você realmente tem um projeto sério de ser aprovado, esqueça a diversão. Aproveite o carnaval para aprofundar as matérias que tiver mais dificuldade. Eu mesma já gastei dois carnavais estudando contabilidade e digo que valeu à pena.
Nas duas últimas semanas, a revisão das disciplinas que já foram estudadas é o mais indicado. Na véspera da prova, o candidato não deve rever nenhum conteúdo. É importante descansar o cérebro para estar inteiro com boa qualidade, para resolver a prova no dia D.
Caso o candidato não seja aprovado, a dica é continuar a estudar. A questão é retomar os estudos das matérias básicas, mesmo antes de um novo edital, para estar bem qualificado para um concurso futuro.
Vagas de formação técnica
Pessoas com graduação de bacharelado podem concorrer a vagas que exigem formação técnica?
Se o edital exige formação e conclusão de curso de nível técnico é razoável imaginar que quem não tem esse certificado ou diploma talvez encontre problemas.
Os candidatos devem analisar a grade curricular e quais matérias são cursadas no curso técnico exigido no edital e comparem com a grade curricular da faculdade. Se você efetivamente cursou aquelas matérias do curso técnico, você tem grandes chances de ter o seu diploma aceito. Você pode tentar isso junto à instituição. Se não conseguir espontaneamente que a instituição aceite, você pode pedir auxílio ao Judiciário e existem vários casos em que as decisões foram favoráveis ao candidato. Agora é preciso estar preparado para não se frustrar. Pode ser que seu diploma não seja aceito.
Organização dos estudos e da prova
Qual a melhor forma para resumir matérias mais teóricas como legislação previdenciária, direito previdenciário e conhecimentos bancários? Quanto à duração da prova e o controle do tempo, como não deixar que isso não atrapalhe na hora da prova e deixe o candidato mais nervoso. Por último, já ouvi que se deve começar a prova pela matéria com a qual você tem mais afinidade, então, por onde começo?
As fichas de resumo funcionam da mesma maneira para todas as matérias. Em algumas a gente pode fazer quadros, se a matéria for muito teórica tente extrair um título para cada ponto e colocar uma anotação ao lado com uma observação. Isso é só um lembrete e não o conteúdo todo da matéria. É para usar depois em uma revisão.
Para estudar leis, a especialista indica o uso de anotações junto ao texto da lei. É importante, de vez em quando, você reler o texto frio da lei. E é ótimo que cada vez que você releia você leia as anotações como se fosse uma cola para a prova.
Já para administrar o tempo da prova, a importância de fazer exames anteriores e simulados com tempo controlado. Concurso público também é amadurecimento emocional.
Uma semana antes da aplicação da prova, sabendo o tempo de duração e o número de questões de cada matéria, a especialista sugere que o candidato determine um tempo limite para cada disciplina, de acordo com a dificuldade.
Na primeira passada da prova é importante que leia questões, marque o que sabe e siga adiante. Não fique patinando. Não gaste todo o tempo que você vai dedicar para cada disciplina neste primeiro momento. Reserve um pouco para voltar para as questões mais difíceis. Isso costuma funcionar, é uma questão de treino.
Para evitar o nervosismo, a dica é iniciar a prova pela matéria em que o candidato tem mais segurança. Quando o fiscal diz que a prova começou acontece um pico de adrenalina e se você já se disparar com questões que não sabe como resolver, isso pode desestabilizar para todas as disciplinas. Comece pela matéria que você está mais seguro. Esse pico de adrenalina cai naturalmente e você vai ter mais serenidade para enfrentar todas as outras questões.

GOSTOU DA NOSSA MATÉRIA? ENTÃO ACESSE O ARCHIMEDES (HTTP://ARCHIMEDES.COM.BR) PARA CRIAR SIMULADOS PERSONALIZADOS, RESOLVÊ-LOS ONLINE E COMPARTILHAR COM SEUS AMIGOS. É GRATUITO!
Autora: Alessandra Tenório







Category:

ANUCIE CONOSCO AQUI VOCÊ É VISTO:
O único site do município de Ourém, Entre contato com o departamento comercial (91) 981575643 ou pauloprosarte@hotmail.com

Recados