Amparado pela Constituição Federal Capítulo V - da Comunicação Social *Art. 220
DownLivre
Notícias
Loading...

Cultura: Município de Ourém abre o 32º Festival da Canção

Paulo Arthur | 16:24 |


A cidade de Ourém, no nordeste paraense, recebe até o próximo sábado, 23, o 32° Festival da Canção Ouremense, tradicional evento que este ano conta com mais de uma centena de inscritos. O festival, que é realizado desde 1983, tem o formato de uma mostra competitiva, que reúne composições de artistas de Ourém, Belém, e de outras cidades do Pará, além de atrair compositores de outros Estados.
Em sua 32ª edição, a programação, que é promovida pela Prefeitura de Ourém, recebe o apoio da Fundação Cultural do Pará (FCP) e conta com três eliminatórias, que selecionarão as três melhores canções do ano. O evento também premiará os artistas nas categorias de Melhor Letra, Melhor Arranjo e Melhor Intérprete. Os valores das premiações do Festival da Canção vão de R$ 7 mil a R$ 1 mil, de acordo com as categorias.  
Nos últimos dias, músicos como Renata Del Pinho, Pedrinho Callado, Kléber Benigno do Trio Manari, Sônia Nascimento e Ocimar Moura tomaram a sala de ensaios Guilherme Coutinho, do Teatro Margarida Schivasappa, na Fundação Cultural do Pará (FCP), junto com a banda de apoio do evento, que também ensaia as canções a serem interpretadas pelos artistas participantes. Estes músicos devem se apresentar nas duas últimas eliminatórias, nos dias 22 e 23 de julho, antes da grande final, no dia 23.
A cantora Sônia Nascimento participa pela segunda vez do festival. A artista, que no ano passado foi finalista com a canção “Nu Muro” - composição dela com o músico paraense Allan Carvalho - traz ao público de Ourém em 2016 a canção “Céu e Inferno Blues”, de autoria de Renato Torres e Carol Magno. Sônia Nascimento lançou em 2015 o álbum “Invento”, e atualmente está em processo de produção do seu segundo CD.
“O melhor em ter a oportunidade de participar do Festival da Canção de Ourém não é nem pela competição ou pela premiação, e sim pela emoção causada nas pessoas pela nossa música. O momento, a imagem, as letras, a voz e a interação com o público são coisas que considero que sejam a nossa principal função em participar de um evento como esse”, considera a cantora Sônia Nascimento.
O músico Pedrinho Callado, que deve lançar seu quarto álbum no segundo semestre. Intitulado “Música na rede é peixe”, apresentará canções como “Destampei o coração” e “Amor de todo dia”. Ele considera que o festival, além de fomentar a produção artística regional, movimenta o mercado do turismo e da cultura em Ourém. “O festival movimenta a cidade, ele não é só um fator de difusão, como é uma forma de fomento à cadeia da economia da cultura na cidade. Por exemplo, se você for agora a Ourém, dias antes do festival, quase todos os hotéis estão cheios lá”, registra Pedrinho Callado.
Marcos Campelo, coordenador em Belém do festival, considera a iniciativa da Fundação Cultural do Pará muito importante nesta etapa, que antecede as eliminatórias da mostra. “É de suma importância essa colaboração da Fundação Cultural do Pará com o espaço para os ensaios. A Fundação sempre se fez presente nos outros anos, e é um papel importante para a FCP também, apoiar esse tipo de evento. E claro, a classe artística agradece”, diz.
O 32º Festival da Canção Ouremense terá suas eliminatórias até amanhã. No sábado (23), o festival tem sua grande final. O evento é realizado na concha acústica do Complexo Cultural e Turístico de Ourém, às margens do rio Guamá.

FONTE: ORM NEWS

Category:

ANUCIE CONOSCO AQUI VOCÊ É VISTO:
O único site do município de Ourém, Entre contato com o departamento comercial (91) 981575643 ou pauloprosarte@hotmail.com

Recados