Amparado pela Constituição Federal Capítulo V - da Comunicação Social *Art. 220
DownLivre
Notícias
Loading...

Em Destaque - Casa de farinha de Bragança receberá certificação da Adepará

Paulo Arthur | 08:15 |

(FOTO REPRODUÇÃO ADEPARÁ)
Herança da culinária indígena, a produção da farinha de mandioca é uma das mais importantes tradições de Bragança e orgulho de sua população. Com o objetivo de preservar e incentivar as características e o modo de fazer dessa especiaria, é que o Governo do Pará, através da Agência de Defesa Agropecuária do Pará, investe no registro e certificação dessa produção artesanal, como o caso da "Sabor de Bragança", comandada por Davi Pereira Jr. e pela mãe, dona Maria de Nazaré, que há mais de 20 anos tiram o sustento da família dessa tradição e, agora, estão prestes a se tornar a primeira casa de farinha artesanal certificada na cidade. Estima-se que a Bragança tenha aproximadamente 100 casas de farinha.
A atividade na casa de farinha foi iniciada pela Dona Maria de Nazaré em 1991, após passar um tempo estudando e se formar, a saudade e gosto pela vida tranquila da zona rural falou mais alto e fez com que ela voltasse para o sítio que tinha sido do pai. Foi então que ela decidiu apostar na produção da farinha de mandioca, talvez o principal produto de Bragança. Com a mão na massa de mandioca, dona Maria criou os três filhos, que estudaram e se formaram em Belém.
Anos depois, o filho mais velho, Davi Pereira, também sentiu a necessidade de voltar às origens e partiu de Belém para ajudar a mãe com a casa de farinha. “Foi nesse período que a gente decidiu investir em nossa produção, procuramos a Emater e a Adepará para nos adequarmos e, graças a Deus, tudo está dando certo”, conta Davi.
A Sabor de Bragança, casa comandada pela família, receberá o certificado da Adepará em breve, faltando poucas adequações no espaço. “Eles já estão bem adiantados, faltam pequenos ajustes na estrutura, mas o processo produtivo já está todo ok.”, afirma a gerente de Produtos Artesanais de Origem Vegetal da Adepará, Karen Belforte.
Certificada, a farinha ganhará um selo da Adepará, que “permite ampliar mercados, expandir as vendas, diferenciar e qualificar os produtos, desenvolver a confiabilidade dos consumidores e gerar riquezas especialmente ao pequeno produtor”, complemente Karen. Davi afirma que o processo de adequação começou há cerca de um ano e, quando finalizado, permitirá à empresa expandir seu mercado. “Já temos restaurantes do Rio de Janeiro e Minas Gerais esperando somente esse registro, para adquirir nosso produto. Estamos muito felizes como quando as coisas estão se desenvolvendo”, afirma o produtor rural.
A expectativa é de que, quando certificado, a Sabor de Bragança seja um estímulo para que as outras casas de farinha do município também procurem a certificação para transformar Bragança não só em um polo de produção, mas de excelência e referência para todo o país.


Category:

ANUCIE CONOSCO AQUI VOCÊ É VISTO:
O único site do município de Ourém, Entre contato com o departamento comercial (91) 981575643 ou pauloprosarte@hotmail.com

Recados