Recents in Beach

header ads

Nova Esperança do Piriá recebe mais de 2 mil atendimentos do Pro Paz Cidadania


Um dos municípios com maior número de pessoas beneficiadas pela Caravana Pro Paz Cidadania foi Nova Esperança do Piriá, que recebeu os serviços nos dias 17 e 18. Na Escola Municipal Professora Maria do Carmo Marques Ribeiro foram realizados 2.207 atendimentos nos dois dias de ação. Nesta quinta, 20, e sexta-feira, 21, a Caravana chega a Garrafão do Norte e depois seguirá para São Domingos do Capim, São Francisco do Pará e Maracanã.
A maior procura foi pelo RG, mas a caravana oferecia também certidão de nascimento, careira social, Id Jovem e atendimento jurídico, tudo ofertado gratuitamente à população. Auricélio Lima de Souza, 30 anos, pode tirar a certidão de nascimento de suas três filhas e disse que não tinha condições de fazer isso sem a ajuda da Caravana Pro Paz Cidadania. “Perdemos por um acidente em casa as certidões e tentei logo ir no cartório tirar, mas pelo valor eu não tinha condições. Estou muito feliz por isso”, comentou.
Os pais da Maria Valentina, de apenas dois meses, puderam registrar a filha e ficaram felizes com a oportunidade. “Não temos cartório aqui em Nova Esperança e os custos de se deslocar a um município próximo são altos. Fico feliz de registrar minha filha”, disse Luciano Meireles, 33 anos.
A caravana também proporcionou que a jovem Juliene Martins, 15 anos, tivesse acesso ao primeiro RG. “Nunca tive RG, apenas a certidão. Aqui no município é bem difícil retirar e eu estou grávida, sem esse documento não poderia frequentar o posto de saúde e fazer meu pré-natal”, argumentou a jovem.
Para a estudante Mônica Vieira, 18 anos, foi dia de conhecer o Id Jovem e já sair de lá com o benefício em mãos. “Adoro ir para shows em Paragominas, agora vou poder pagar mais barato e ir mais vezes”, disse a jovem.
O Identidade Jovem (Id Jovem) é um programa lançado pelo governo federal em parceria com o governo do Estado e operacionalizado pela Fundação Pro Paz, que garante acesso a benefícios como meia entrada em eventos artístico-culturais e esportivos, assim como passagens em sistema de transporte coletivo interestadual.
O documento é destinado a pessoas com idade entre 15 e 29 anos, de família com renda mensal de até dois salários mínimos. Além disso, o jovem também tem de estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), e essas informações devem estar atualizadas há pelo menos 24 meses. De acordo com a Secretaria Nacional de Juventude, mais de um milhão de jovens paraenses têm direito ao documento.
Antônio Adauto, de 17 anos, adora ir a eventos esportivos quando pode e ficou surpreso em saber que também teria acesso à meia entrada nesses eventos. "Achei muito legal também chegar a eventos esportivos. Eu sempre vou a shows musicais em Paragominas e agora vou levar o Id Jovem”, disse.
Por Nathalia Petta