Amparado pela Constituição Federal Capítulo V - da Comunicação Social *Art. 220
DownLivre
Notícias
Loading...

Bloco Urubu Cheiroso arrasta multidão pelas ruas de Bragança

Paulo Arthur | 12:04 |


Foliões fantasiados de personagens do cinema, de desenhos animados e videogames, da Grécia antiga e de personalidades do esporte desembarcaram na “Pérola do Caeté” na segunda-feira (12) para participar do “Urubu Cheiroso”, o maior bloco de Carnaval do município de Bragança, no nordeste do Pará. Desde o início da tarde, milhares de pessoas chegavam à Praça da Aldeia para a concentração do bloco, que este ano comemora 25 anos de existência, arrastando a cada ano um número maior de foliões.

O cenário da festa é Bragança, município de 124 mil habitantes, que tem na Marujada, festa religiosa realizada em dezembro, uma de suas principais representações culturais. Mas em fevereiro a tradição secular da Marujada cede espaço para o Carnaval, a maior festa popular do Brasil.

Ao som de antigas marchinhas, cerca de 5 mil pessoas - entre jovens, adultos, crianças e até bebês -, seguiram pelas ruas do centro da cidade, passando pelas principais praças até a orla do Rio Caeté, dançando e se divertindo com tranquilidade e segurança.

Scarlet Miranda, 22 anos, estudante do campus da Universidade Federal do Pará (UFPA), brincava em companhia de amigas. Vestidas de “anjo”, elas participam do bloco do “Urubu” há seis anos. “Aqui é o Carnaval da diversidade. Você vê gente de todos os tipos, jeitos, raças, e ninguém briga. Posso dizer com toda certeza que esse é o melhor bloco do Pará. Sempre passo meses me preparando para essa festa, e é aqui que quero estar em todos os carnavais”, disse a estudante.

O casal Robson e Tainara, estudantes de Biologia, naturais de Castanhal e Capanema, respectivamente, se conheceram na cidade e, desde então, participam do bloco juntos e sempre fantasiados. “Este ano viemos de Moana e Maui, personagens da Disney. Passamos meses nos preparando para curtir esse carnaval. Já viemos de Pierrot e Colombina, gueixa e samurai, e a vontade é vir sempre, mesmo que um dia não estejamos mais morando aqui, vamos voltar com certeza”, afirmaram.

Fantasiado de Fera, personagem do clássico “A Bela e a Fera”, Derlan Silva, 28 anos, disse que encontrou a cabeça da fantasia em um site internacional e fez o pedido em outubro do ano passado. “Quando vi, fiquei louco. Comprei e rezei para chegar a tempo. Depois foi só fazer o resto da fantasia, mas o sucesso tava feito”, garantiu Derlan ao lado da namorada, a sua “Bela” na folia.

Durante a noite, já na orla do Caeté, o cantor Jeff Moraes e a Banda Tribo de Mani mantiveram a animação dos brincantes noite adentro. A variada programação carnavalesca de Bragança, que iniciou nos primeiros dias de fevereiro, proporciona lazer e entretenimento à população e aos visitantes, com desfile de escolas de samba e blocos, bailes de máscaras, concursos para escolha do Rei Momo, da musa do Carnaval e musa gay, e shows de bandas locais e regionais.

Segurança reforçada – Além da animação dos foliões, uma marca do Carnaval de Bragança é a tranquilidade e a segurança. Policiais militares, do efetivo local e do reforço enviado pelo Sistema de Segurança Pública, ficaram sempre próximos dos brincantes. “É importante receber os colegas que vieram de Belém para dar esse apoio. Vem muita gente para Bragança nessa época, e é preciso estar presente em todos os locais”, disse o capitão Sarmento.

O prefeito de Bragança, Raimundo de Oliveira, também acompanhou de perto a programação carnavalesca e agradeceu ao governador do Estado pelo apoio, principalmente na área de segurança. “É muito bom vermos Bragança cheia de turistas, movimentando a nossa cidade. Hoje, se você for aos hotéis da cidade não vai achar nenhuma vaga. As pessoas confiam em Bragança, na segurança, na tranquilidade, nas nossas atrações, e nos procuram para se divertir. E isso é ótimo! Hoje somos uma referência”, afirmou o prefeito.

Irreverência - O Bloco Urubu Cheiroso, idealizado por alunos da UFPA em 1992, reúne um grande número de foliões na segunda-feira de Carnaval, véspera do desfile oficial dos blocos da cidade. Criado como forma de protesto contra os odores que exalavam do antigo matadouro da cidade (onde hoje é a Biblioteca Armando Bordalo, da UFPA) e do lixo acumulado na orla, o bloco conquistou o carinho do público.

Após um período de inatividade, ressurgiu nos anos 2000, firmando-se no calendário carnavalesco do município, com base no lema “Carnaval com alegria só se faz com fantasia”.

Por Heloá Canali

Category: , ,

ANUCIE CONOSCO AQUI VOCÊ É VISTO:
O único site do município de Ourém, Entre contato com o departamento comercial (91) 981575643 ou pauloprosarte@hotmail.com

Recados