Recents in Beach

header ads

Policia Civil de Ourém prende acusado do assassinato do empresário Canjo


A
   Polícia Civil de Ourém/PA, representada pela equipe de policiais composta pelo delegado de polícia Ramon Souto e dos operacionais investigadores Deize Botelho, Esmael Ferreira, Bruno Tuma e Mauricio Júnior deu cumprimento na data de hoje no mandado de prisão preventiva em desfavor de HIGO PATRICK DO NASCIMENTO ANDRADE, em decorrência da deflagração da operação policial denominada “ARCANJO”. A operação foi fruto de trabalho mútuo da Polícia Civil de Ourém e do Núcleo de Inteligência Policial- NIP que tinha como objetivo apurar autoria do crime de latrocínio ocorrido no município de Ourém/PA na data de 12/04/2018, ocasião em que indivíduos na posse de arma de fogo adentraram na residência da vítima MIGUEL ARCANJO CORRÊA DA CUNHA, que ao presenciar os indivíduos no interior de sua residência  travou luta corporal com estes, no entanto, a vítima foi rendida e atingida por  um disparo que atingiu  região de seu tórax, a qual não resistiu e evoluiu a óbito. O crime teve bastante repercussão na região, já que “CANJO”, como a vítima era conhecida, se tratava de uma pessoa bastante querida por todos os populares. Durante a investigação, constatou-se que “HIGO” foi o mentor do crime e frequentou por poucas vezes o município, e na noite do crime dirigia o carro utilizado na locomoção dos criminosos.  O veículo se trata de um VW/PARATY DE COR PRATA, o qual, pertence a outro envolvido no crime, que já está também com sua prisão preventiva decretada, estando na condição de foragido da justiça, no entanto, sua identidade não será informada para que a investigação não seja prejudica. Diante disso, o Delegado representou pela prisão preventiva, que foi deferida pelo Juiz de Direito Dr. Omar José Miranda Cherpinsk. O preso já se encontra sob custódia da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará. Esta ação reforça o efetivo trabalho que vem sendo desenvolvido pela equipe de policiais civis de Ourém na prevenção e repressão a prática de crimes.
Fonte: Policia Civil/Ourém
Foto: Depol/Ourém