Recents in Beach

header ads

Identidade digital pode ser emitida a partir do segundo semestre




De acordo com informações divulgadas pela Justiça Eleitoral (JE), a identidade digital que vai unificar todos os documentos do cidadão brasileiro em um só, com exceção do passaporte e alguns outros casos especiais, começa a ser emitida a partir do segundo semestre deste ano.

A JE explica que vai aproveitar o banco de dados dos eleitores cadastrados para emitir o documento, mas quem ainda não vota apenas poderá se cadastrar para o novo documento, conhecido como Documento Nacional de Identidade (DNI).

De início, o DNI será emitido apenas de forma digital, como um aplicativo para smartphones. Só depois é que ele será confeccionado em um cartão físico. O cadastro dos cidadãos, entretanto, é a parte mais importante, que vai incluir autenticação biométrica e métodos de conferência em tempo real.

Essa autenticação será feita por um processo de verificação de chaves de segurança em um servidor protegido. Os dados que aparecerão nos dispositivos móveis dos cidadãos serão criptografados, o que também aumenta o resguardo da informação. Esses dados só podem ser corretamente lidos por quem possui uma “chave” para o código.

O aplicativo apresentará ainda um QR Code, que será criado de forma dinâmica a cada novo acesso, mantendo os dados de validação vinculados à data e à hora de sua geração. Além disso, o DNI mostrará no canto superior direito, como marca d'água, um código de verificação contendo 20 caracteres, precedido da data e da hora em que foi gerado.

Fonte: TecMundo   ACESSE  informemsnews.blogspot.com










Postar um comentário

0 Comentários