Recents in Beach

header ads

Presidente da Câmara dos Vereadores de Santa Luzia tem mandato cassado por caixa 2


Destaque: Raimundo teve seu mandato cassado, em maio de 2018

O
 Presidente da Câmara dos Vereadores de Santa Luzia, Raimundo Edvaldo da Luz Lucena, com nome político de “Galo Cego”, do partido Solidariedade, teve seu mandato cassado nesta terça-feira, 21, por unanimidade pelo Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA), em julgamento conduzido pelo relator juiz federal Arthur Chaves. Ele foi condenado por caixa 2.
O crime acontece quando não é declarado à Justiça Eleitoral as despesas de sua campanha para não ultrapassar o limite de gastos que são previstos para cada cargo. Em Santa Luzia, o limite era R$20 mil.
Raimundo teve seu mandato cassado, em maio de 2018, pela juíza Caroline Slongo Assad, mas recorreu, permanecendo no cargo até o julgamento de hoje. Embora ainda seja cabível recurso ao Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília, Galo Cego recorrerá fora do mandato.
O advogado eleitoral Pedro Oliveira explica que depois de investigações, foram identificadas despesas que ele teve na campanha que não foram registradas. “Nós ajuizamos a ação pela coligação O Trabalho Não Pode Parar. A partir dessa confirmação no TRE-PA ele já deixa o cargo. Ele permanecia no cargo por força do recurso”, afirma.
Raimundo também é réu em um caso de candidaturas femininas fictícias, conhecidas como “candidatas laranja”, nas eleições municipais de 2016. Ao todo, seriam quatro candidatas suspeitas de terem sido inscritas apenas para atingir a cota de 30% de gênero oposto e garantir o fundo eleitoral. O julgamento deste caso ocorrerá na próxima semana.
O TRE-PA manteve a anulação dos votos do “Galo Cego”. Com a recontagem do quociente eleitoral, Ozires Bastião, do PSDB, entrará como vereador suplente. Já para a presidência da Câmara dos Vereadores, serão convocadas novas eleições.  

Fonte: Portal Roma News








Postar um comentário

0 Comentários